2014

III Terreiro de Chão Batido

JUNHO! Terreiro de Chão Batido
Namastê Odirê!

Etapa de construção do terreiro com Mestre Curió nos estimulando

Mestre Curió e Yashodhan dialogando sobre a importância para as gerações futuras ações como o Tereeiro de Chão Batido(Natal,2014)

Mestre Curió e Yashodhan dialogando sobre a importância para as gerações futuras ações como o Terreiro de Chão Batido(Natal,2014)

O Terreiro de Chão batido aconteceu com muita chuva!Chuva de luz, de alegria e de novos (re)encontros. Estávamos esperando muitas pessoas que não vieram por conta da chuva fina e constante, entretanto, muitas outras não se deixaram intimidar pelas intempéries do clima frio e chuvoso e compareceram para trocas de saberes; fazeres e muito AȘÈ.
Na noite anterior ao dia do Terreiro consultamos nossa Yaba Ancestral Mãe Preta, a fim de saber se deveríamos trocar a data do encontro, pois, diante de tantos telefonemas comunicando a desistência das pessoas em comparecer face as condições do tempo, nossa Yaba ancestral respondeu – filhas e filhos, para os espíritos não DSC01775há tempo bom ou ruin! – Bem, isso foi um banho de encorajamento e decidimos manter a celebração do dia 14/06, nem que fosse apenas com a presença de uma pessoa. Para nossa alegria a mágica casabio conseguiu absorver mais de 50(cinquenta) pessoas com muito canto, comida sagrada, danças, rezos (orins) e respostas de nossa ancestralidade, das divindades do Território, dos Orixás guias do Terreiro de Chão Batido e Mãe Preta, que muito feliz, deu orientação e bênçãos para todos.
As crianças apresentaram uma performance das aulas de Maracatu com o grupo de Maracatu infantil O-madê de Pijama orientados por DSC01811DSC01789nosso querido Gui Sena.
O grupo de dança Paralelo Trinta oportunizou momentos muito especiais com o chamado aos povos indígenas e as danças populares brasileiras. Pingo Borel que saudando seu pai Mestre Borel evocou as divindades do Terreiro com toques e orins da nação oyó-ijexá. Além do grupo Chuva de Luz que entoou cantos da nação dos Benguelas.
Já eram mais de 18horas e as pessoas ainda estavam se despedindo, se abraçando. Fora aqueles que ficaram para o ipade do dia seguinte, que foi igualmente, muito forte e amoroso.DSC01762 DSC01776

Nossa GRATIDÃO à força de superação empregada por toda a Comunidade do território Morada da Paz, GRATIDÃO à Casa da Irmandade da 7º Ordem e por aquelas pessoas todas que estiveram presente fazendo descer aos olhos mais um Terreiro de Chão Batido.
Amor profundo, seguindo o caminho…E até o próximo Terreiro de Chão Batido em 13 de Junho de 2015 que evocará novamente mais um Chamado do Coração.
Chuva de Luz, CoMPaz!